Buscar

A importância dos pontos de interrogação

Muito bom dia, boa tarde ou boa noite para você que, por alguma façanha do destino, acabou parando por este post do Estuda Junto! Sua presença certamente é muito bem-vinda aqui e espero que possamos aprender muito juntos!


Permita-me fazer as devidas apresentações: meu nome é Maria, sou de Valinhos (uma das tantas cidades pequenas espalhadas por São Paulo) e tenho dezesseis anos... ou seja, estou a pouquíssimos passos de sair do segundo ano. Gosto bastante de escrita e estou feliz por fazer parte desta equipe!


Já naqueles tempos distantes do primário as professoras, através das diferentes caligrafias nos bilhetes semanais para os responsáveis, observavam a mesma coisa: eu fazia muitas perguntas. Meus pais sempre me incentivaram a investigar aqueles pontos de interrogação, dizendo que eu não estaria apenas saciando algumas curiosidades momentâneas, como também tecendo em minha cabeça conhecimentos que me acompanhariam pelo resta da jornada por este mundo. Ao longo dos anos, acabei percebendo (e ainda percebo!) algo curioso sobre as perguntas: elas são poderosas amigas na vida escolar.


Para conseguir aprender algum conteúdo que é dado nas aulas, é necessário que você primeiro de tudo tenha noção do que você não entendeu, seja um simples conceito ou um exercício complicado. Pense como se aquela prova sobre Primeira Guerra Mundial, anfíbios ou trigonometria fosse um grande quebra-cabeças no qual você quer encaixar as peças.


Depois que você identifica aquelas que estão faltando, chega a hora da pesquisa. Felizmente hoje em dia graças à belíssima internet temos várias plataformas com conteúdos informativos (incluindo nós do Estuda Junto, não é mesmo?) que podem te ajudar! Além disso, você também pode perguntar diretamente para os professores quando possível. Sim, eu sei que às vezes pode dar timidez levantar a mão ou até mesmo falar em particular no fim da aula. O que mais ouço meus amigos dizerem é que eles não querem que os outros percebam que eles não entenderam algo e pensem que não estão se esforçando. Mas isso não é verdade: o fato de você estar interessado em compreender uma matéria já é uma prova de seu esforço e dedicação. Além disso, ao fazer perguntas você também pode ajudar seu professor, pois ele perceberá que algo da explicação talvez não fique claro para todos os alunos e poderá aprimorar isso para as próximas aulas.


Espero que você tenha gostado do post e venha aqui de novo no blog para mais textos! Me contem aqui nos comentários qual foi a pergunta mais interessante que você ouviu na escola!

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo