Buscar

Quatro autores brasileiros que você precisa conhecer

Muito boa noite, boa tarde ou bom dia pra você que veio parar neste canto do Estuda Junto! Como vocês já devem saber, o ENEM está cada vez mais próximo. Por isso, dedicado especialmente a aqueles que estão estudando a parte de literatura, o post de hoje traz pequenas biografias de quatro autores típicos que caem nesse exame. Espero que aproveitem!



1. Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)


Nascido no interior de Minas Gerais, ele acabou se tornando um dos maiores poetas do século XX.


Enquanto levava uma vida modesta, produzia obras renomadas como “Ciclo” e “Confidência do Itabirano”. Ele foi caracterizado pela mistura de humor, ironia e pessimismo que trazia para suas observações do dia a dia.


O que muitos não sabem é que, enquanto ele trabalhava na revista “Realidade”, traduziu também músicas dos Beatles. Por isso, na próxima vez em que for ouvir “Piggies” ou “I Will”, lembre-se desse post!


2. Manuel Bandeira (1886-1968)

Um dos mais notáveis membros da primeira geração modernista e destacado pelos seus versos livres, Bandeira passou sua juventude em Recife, Pernambuco. Ele sofreu bastante com tuberculose, o que o fazia ser muito inseguro em relação ao futuro.


Em 1917 ele arriscou publicar seu primeiro livro “A Cinza das Horas” e desde então não parou mais. Dentre outras de suas obras estão incluídas “Estrela da Manhã” e “Libertinagem”.


Seu poema, “Os Sapos”, abriu a Semana de Arte Moderna em 1822... mas não foi ele que o declamou! Ao contrário, Bandeira acabou não participando diretamente do evento, tendo apenas entregado sua obra e pedindo para alguém a declamar.


3. Machado de Assis (1839-1908)

Lá em um canto do Morro do Livramento, Rio de Janeiro, nasceu Joachim Maria Machado de Assis, filho de ex-escravos mulatos e o autor responsável por inaugurar o Realismo na literatura brasileira.


Aos dezesseis anos ele publicou “Um Anjo”, seu primeiro poema... e isso foi só o começo! Além de suas crônicas e peças teatrais, ele é conhecido pelas obras “Memórias Póstumas de Brás Cubas” e “Dom Casmurro” as quais são distintas pela ironia e suas críticas à sociedade.


Acredite ou não, enquanto ele estava vivendo na Rua do Cosme Velho, Machado foi apelidado de “bruxo” pelos seus vizinhos. Isso pois um dia ele teria colocado cartas em um caldeirão e colocado fogo nelas.


4. Clarice Lispector (1920-1977)

Idolatrada por muitas figuras brasileiras do século XX, inclusive Chico Buarque e Vinícius de Moraes, ela na verdade não nasceu no Brasil, e sim na Ucrânia. Quando era um bebê, seus pais fugiram do país por conta da Guerra Civil Russa e a perseguição contra Judeus.


De “A Hora da Estrela” até “A Paixão Segundo G.H”, os trabalhos de Lispector são marcados pelo foco nos sentimentos dos personagens e representação do pensamento não-linear.


Um fato interessante é que, durante a Segunda Guerra Mundial, Clarice foi assistente voluntária no corpo de enfermagem da força Expedicionária Brasileira na Itália.


Me conta aqui embaixo qual curiosidade você achou mais interessante!


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo