Buscar

Quatro mulheres que mudaram a STEM

Muito bom dia, boa tarde ou boa noite para você que já colocou março em seu calendário. E sabe o que é uma coisa incrível dessa época do ano? É o mês dedicado a conquistas femininas pelo mundo! E nosso blog não podia ficar de fora dessa festa, não é? Por isso, trago aqui a história de mulheres incríveis no campo da STEM (sigla em inglês para Science, Technology, Engineering e Mathematics) que você precisa conhecer! Vamos lá?


1. Hipatia (360d.c - 450d.c)

Diretamente de Alexandria, ela carrega o título de a primeira mulher matemática documentada da história! Seu pai, o qual também era um matemático, astrônomo e filósofo, sempre a incentivou seguir sua paixão pela ciência. Entretanto, não era o suficiente para Hipatia: ela também queria se aventurar na filosofia. Seu sonho era aprofundar seus conhecimentos, apesar das tantas barreiras colocadas nas profissões que mulheres podiam seguir naquela época.


Não apenas estudou bastante em sua juventude e publicou vários livros sobre matemática, como também posteriormente se tornou nada mais, nada menos do que a própria diretora da Academia de Alexandria!


Contudo, nem tudo eram flores: reza a lenda que ela foi assassinada, mas os motivos ainda não ficaram claros. Muitos dizem que a população a considerava uma pessoa pagã, o que era contra a norma social da época. De qualquer maneira, o incrível legado dela sobrevive até os dias de hoje!


2. Ada Lovelace(1815-1852)

Apaixonada tanto por poesia quanto por matemática, esta condessa tinha desde a infância uma notável imaginação. Ela era filha do famoso poeta Lorde Byron (sim, aquele cara do Don Juan!), mas nunca chegou a conhecer o pai, sendo educada por sua mãe.


Através de sua amizade com figuras como Mary Sommerville, a primeira mulher a fazer parte da Sociedade Real de Astronomia e o inventor Charles Babbage, ela foi cada vez mais estimulada à se aventurar no campo da tecnologia. Dentre seus feitos, está o seu projeto de ter escrito o primeiro algoritmo processado por uma máquina, algo muito importante atualmente para a construção de eletrônicos. Não é à toa que ela é considerada a mãe da programação!


3. Hedy Lamarr (1914-2000)

Se você gosta de filmes antigos, talvez reconheça esse nome de obras como “Extase” ou “Sansão e Dalila”. Ela foi uma grande estrela do cinema dos anos 40, protagonizando filmes considerados bastante polêmicos na época. Residente austríaca e judia, ela começou sua carreira de atuação após fugir de seu casamento infeliz com um fabricante de munições aliado ao partido Nazista e se abrigar em Los Angeles.

Mas não era apenas nas telas que aquela mulher brilhava, viu? Apesar de não ter educação formal, Hedy era uma pessoa bastante curiosa e queria encontrar uma maneira de criar armamentos que superassem as forças do Eixo. Com isso, ela e seu amigo, o pianista George Antheil, criaram um aparelho de comunicação com o risco de interferência minimizado. Essa invenção foi importantíssima para o desenvolvimento de sistemas eletrônicos contemporâneos, como o WI-FI, GPS e Bluetooth!


4. Tu Youyou (1930 - O Momento)

Nascida e criada na China, essa ganhadora do Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 2015 foi responsável pelas descobertas de dois medicamentos chamados artemisinina e diidroartemisinina... nomes um pouco difíceis, né? Mas apesar disso, o uso deles é essencial para uma doença bastante conhecida: a malária!


Graças ao seu empenho para descobrir o tratamento, Tu trouxe avanços importantíssimos para a medicina contemporânea, sem contar que salvou milhões de vidas na África, Ásia e até América do Sul!




12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo